Instituto Superior Técnico

Área de Transferência de Tecnologia do IST

Chamada para Oportunidades de Investimento 2014

Informação Importante

Pré-candidatura até 22 de outubro de 2014 (17:00)

Candidatura final até 16 de janeiro de 2015 (17:00)

Objetivos e prioridades

A inovação é um dos três pilares estratégicos do Instituto Superior Técnico, a par do ensino e da investigação. É por isso um objetivo central da Escola a criação de condições para que os agentes do mercado criem valor económico a partir do conhecimento produzido no Técnico. De entre as diversas formas de valorizar o conhecimento, o Técnico incentiva a criação de spin-offs, em particular as promovidas pelos seus professores, investigadores ou alunos.

Na persecução deste objetivo, o Técnico patrocinou a criação do fundo ISTART, gerido pela ES Ventures (ESV), que esteve na base da primeira Chamada para Oportunidades de Investimento, em 2012. Este fundo tem praticamente esgotada a sua capacidade de investimento, e os bons resultados obtidos levaram ao estreitamento da colaboração do Técnico com a ESV, para a constituição de um novo fundo de capital de risco com maior capacidade de investimento, dedicado também a iniciativas universitárias. Este fundo terá condições particularmente favoráveis para financiar iniciativas empresariais de base tecnológica e de elevado potencial de crescimento. O fundo, como qualquer fundo de investimento, tem como objetivo a valorização do seu capital, concorrendo no mercado com outros investidores.

A presente chamada de oportunidades de investimento para o fundo, tem como objetivo:

  • financiar a transição de projetos de um contexto de investigação e desenvolvimento científico para um contexto empresarial, que maximize o seu valor económico potencial e o conhecimento e trabalho cientifico que lhes estão associados;
  • alargar as perspectivas profissionais de alunos, investigadores e docentes interessados na transferência de tecnologia da universidade para a indústria.

Terão prioridade os projectos tecnológicos que aliem conhecimento e tecnologia de excelência com a resolução de problemas globais de elevado valor económico.

Modalidades de projectos a apoiar

Serão elegíveis para investimento os projectos resultantes, por exemplo, de:

  • projetos de investigação;
  • teses de doutoramento;
  • teses de mestrado.
Os projetos deverão enquadrar-se nas seguintes áreas:
  • Ciências da Vida e Biotecnologia
  • Ciências Básicas
  • Energia, Ambiente e Mobilidade
  • Tecnologias da Comunicação e Informação
  • Nanociência, Microtecnologia e Materiais
  • Tecnologia e Engenharia de Produção
  • Gestão de Tecnologia e Empreendedorismo

O investimento pode ser utilizado para os seguintes fins:

  • registo de patentes;
  • elaboração de protótipos industriais;
  • realização de provas de conceito;
  • elaboração de planos de negócio detalhados;
  • despesas de constituição da empresa.

A protecção de toda a propriedade intelectual é um fator crítico, pelo que serão preferidos projetos que não estejam no domínio público.

Candidatos

Podem candidatar-se, individualmente ou em associação:

  • alunos, investigadores e professores do IST, actuais ou potenciais detentores de propriedade intelectual, com o objectivo comum de constituírem uma empresa para explorar o projeto;
  • empresas recém-constituídas para exploração de uma tecnologia.

Apresentação de candidaturas

As candidaturas devem ser apresentadas à Área de Transferência de Tecnologia do IST até às 17 horas do dia 16 de janeiro de 2014.
A candidatura é composta pelo preenchimento da seguinte apresentação que deverá ser enviada por correio electrónico para o endereço tt@tecnico.ulisboa.pt:
Adicionalmente, poderá ser apresentada uma pré-candidatura até às 17 horas do dia 22 de outubro de 2014, com um subconjunto da informação que permita ao júri de selecção produzir comentários que ajudem a melhorar a candidatura final. Essa informação deverá ser introduzida no formulário disponível no endereço que se segue, devendo ser enviada uma mensagem para tt@tecnico.ulisboa.pt indicando o interesse na avaliação da pré-candidatura:

Metodologia e critérios de selecção

A selecção dos projectos será realizada em duas fases:

  • selecção de uma “shortlist” de projectos por um painel de especialistas (integrando elementos do Técnico e da ESV);
  • análise dos projectos da “shortlist” pelo Comité de Investimento da ESV.

Os critérios de investimento incluem, entre outros:

  • grau de inovação do projecto, entendido como o valor económico da necessidade que o produto ou serviço vem colmatar (normalmente conseguido com soluções disruptivas);
  • nível de protecção ou exclusividade da tecnologia que é possível assegurar à empresa a criar;
  • tempo até à primeira venda (time-to-market).
No final, será apresentada uma proposta de financiamento aos promotores dos projectos aprovados pelo Comité de Investimentos do fundo.

Informação adicional

Drª Carlota Santos Silva

Corporate Partnerships Unit

E-mail: pe@tecnico.ulisboa.pt