Saltar para o conteúdo

Indicadores

Indicadores de Propriedade Intelectual

Número de Comunicações de Invenção

O processo de proteção de uma invenção inicia-se com a comunicação da mesma ao Núcleo de Propriedade Intelectual do IST. Esta comunicação deverá ser efetuada em formulário próprio sempre que o inventor do IST identifique valor económico na sua invenção.

2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006
Comunicações de Invenção 3 5 4 9 16 21 35
2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Comunicações de Invenção 44 60 42 17 25 21 28
2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020
Comunicações de Invenção 21 24 20 16 20 18 11
2021
Comunicações de Invenção 22

Número de Pedidos de Proteção de Invenções em Portugal

Depois de recebida uma comunicação de invenção, o IST decide se deve ou não solicitar a proteção dos respetivos direitos junto do Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI). Conforme a invenção, o pedido pode ser feito para que a proteção assuma a forma de uma patente ou de um modelo de utilidade. No primeiro caso, o pedido pode ser feito logo na forma definitiva ou na forma de pedido provisório, havendo neste caso o período de um ano para a conversão na forma definitiva. A tabela que se segue descrimina os tipos de pedidos efetuados em cada ano:

2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006
Pedidos de Patente 3 4 4 9 16 19 35
Pedidos de Modelo de Utilidade 0 1 0 0 0 0 0
Pedidos Provisórios de Patente 0 0 0 0 0 0 0
2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Pedidos de Patente 43 56 24 10 13 14 13
Pedidos de Modelo de Utilidade 1 2 7 0 2 2 0
Pedidos Provisórios de Patente 0 2 11 2 3 3 3
2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020
Pedidos de Patente 11 11 13 11 7 10 7
Pedidos de Modelo de Utilidade 0 0 0 0 0 0 0
Pedidos Provisórios de Patente 1 4 2 0 3 0 1
2021
Pedidos de Patente 10
Pedidos de Modelo de Utilidade 1
Pedidos Provisórios de Patente 1

Número de Pedidos Concedidos em Portugal

O pedido de proteção de uma invenção inicia um processo que pode demorar vários anos, e que termina com a sua concessão ou recusa. A tabela seguinte apresenta o número de concessões de pedidos efetuados pelo IST em Portugal em cada ano. Apesar da data de concessão ser posterior, a prioridade dos direitos são atribuídos a partir da data de submissão do pedido.

2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006
Patentes 0 0 2 5 5 20 20
Modelos de utilidade 0 0 0 0 0 1 0
2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Patentes 47 26 29 21 7 4 9
Modelos de utilidade 0 3 0 5 0 1 0
2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020
Patentes 8 5 1 3 9 6 10
Modelos de utilidade 3 1 0 0 0 1 0
2021
Patentes 17
Modelos de utilidade 0

Número de Internacionalizações de Pedidos de Patentes

A submissão do pedido de proteção de uma invenção assegura uma proteção mundial por um período de 12 meses durante os quais se deverá iniciar o processo de extensão do pedido a outros países ou regiões. Este é um processo com variadas fases e que tem custos significativos com traduções, taxas e serviços jurídicos. Em cada país ou região o processo de concessão do pedido demora habitualmente diversos anos. A decisão de iniciar o processo de internacionalização de um pedido é tomado pelo IST em função da potencialidade da invenção. Na tabela que se segue apresenta-se o número de pedidos que iniciaram o seu processo de internacionalização em cada ano:

2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006
Internacionalização de patentes 1 3 2 2 1 0 3
2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Internacionalização de patentes 3 4 1 2 4 4 7
2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020
Internacionalização de patentes 10 7 6 10 13 8 8
2021
Internacionalização de patentes 7

Número de Invenções Ativas em Portugal

2010 2011 2012 2013 2014 2015
Número de invenções ativas 216 221 234 246  255 265
2016  2017  2018 2019 2020 2021
Número de invenções ativas 271  282 279  273  278 286

Informação sujeita a atualização

close navigation
close Search